terça-feira, 27 de julho de 2010

A um anjo

Hoje eu sei que você me perdoa. Agora eu sinto. A tristeza sempre foi imensa e cheia de dor permeando tudo. Você sabe disso e por isso me perdoou. E se não fui pra você, uma hora vou ser. E juro, juro! Serei a melhor de todas elas! Pra sempre com você. Porque você é o elo que nunca acaba. O único eterno. E pra sempre será a razão de todas as coisas.

Você é a razão de todas as minhas coisas de hoje. A correria pra faculdade, os engasgos no trabalho, o namoro com o melhor possível... tudo. É tudo por você.

Eternamente sua. Eternamente meu.

terça-feira, 20 de julho de 2010

Mas que grande!

Mas que bobagem, hein? Perder a vida enquanto é jovem em prol de um futuro que, se chegar, te encontrará velho e desalinhado...

Mas que grande circo da vida.

Pouco a pouco, todos meus fantasmas caem na minha frente, estúpidos e afoitos.

O que sobra quando vão embora é que, pouco a pouco, vou equacionando em parcelas de ódio cada um que me trouxe o medo, que me tirou a paz e sepultando não os fantasmas, mas os humanos que me fizeram lembrar que eles existem.

Recebam todo meu ódio, sofrivelmente gritado.

CBF - Comentários Bananas de Futebol

Novo blog, meu e do Bruno.

http://www.comentariosbananasdefutebol.blogspot.com/

Vejam lá.

terça-feira, 6 de julho de 2010

Ando meio perturbada, meio mal alimentada, passando os dias com dores diversas. Não sei qual é o mal que dá origem a tudo isso, qual personagem devo matar nessas angústias, mas penso o tempo todo e ando perturbada.
Devem ser aqueles lá, do lado de lá, do lado de cá. Também deve ser a promessa do canudo em tão curto prazo, ironizo.
Sei lá, mas sejam eles ou o tal do Fermat, eu ando muito perturbada.

Que passe.